terça-feira, 29 de setembro de 2009

Olá pessoas!

Hoje estou postando as fotos da exposição das roupas do Jum Nakao - da coleção "A Costura do Invisível". A exposição no Pátio Savassi fica até a próxima quarta-feira, vale a pena conferir ao vivo!





























Para quem não conhece: Confira também o vídeo do desfile "A Costura do Invisível" no SP

Fashion Week em 2004.



video



É isso! blog da exposição:: http://papelfumec.blogspot.com/

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

à moda de papel - roupas prontas

Olá Pessoas, hoje vou colocar as imagens das criações prontas.. amanhã vou postar as roupas do Jum que estão na exposição!!
Espero que gostem!
* Criação: Túlio, Tatiana, Lilian, Amanda:












* Criação: Thatyane Mary, Luana, Manuela, Érika:


























* Criação: Domitila, André Miamoto, Lilian Gustini, Marcela Torres:















*Criação: Anna Luiza, Ana Paula, Luiza e Letícia:





























* Criação: Marcela Ferreira, Nayara, Morgana e Virgílio:










Beijos e deixem suas opiniões! Não deixem de ir visitar a exposição até dia 30/09 no Pátio Savassi!!!

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

à moda de papel - processo criativo

Mais fotos do processo criativo:


* modelando no manequim:


* modelando a perna:
*modelando braço e mão:
* construindo a roupa:


* uma parte da equipe dos estudantes de moda:


Depois posto mais! "Somos todos vencedores!"
Beijos à todos! Anna Luiza Magalhães

à moda de papel - processo criativo

Olá pessoas!

Hoje publicarei algumas imagens do processo criativo do work shop com o Jum Nakao... que resultou na exposição "à moda de papel" no Pátio Savassi (até dia 30/09).
* O que queremos passar:
* Texturas, dobraduras e vazados com papel:

* Quadro de Texturas com papel:

* Desenhando, criando e expondo as idéias:

* Algumas idéias para colocar em prática:

Volto com mais imagens!

à moda de papel

Olá à todos!


Desculpem a demora para postar, mas este final de semana foi intenso de atividades!


Estou aqui para contar a respeito disto! Eu, Luiza e mais 18 amigos de moda da Fumec participamos de um Work Shop com o estilista maravilhoso, Jum Nakao, neste último final de semana no Pátio Savassi. Durante a semana nós nos reunimos, criamos estampas, levamos pra gráfica, providenciamos materiais e na sexta tivemos o primeiro encontro com o Jum. O objetivo final do WS era criar uma exposição com roupas de papel pelo shopping, uma intervenção. Ficamos sexta, sábado, domingo e segunda em um trabalho intenso de pesquisa, criação, produção e montagem!!! Decidimos por não usar nenhum manequim, então criamos as roupas para ficarem firmes sem os corpos, e vez ou outra aparecem umas pernas, braços que nós mesmos criamos! Foi um trabalho intenso, mas maravilhoso!


Aprendemos muito em técnicas para trabalhar com o papel, observamos várias outras formas de olhar e buscar a criação através de dicas e experiências que o Jum Nakao passou para gente!




A exposição finalmente ficou pronta! Começou hoje no Pátio Savassi e fica mais 15 dias! As roupas de papel estão espalhadas nos 3 pisos, intervindo nos ambientes. São 16 roupas de alunos da fumec e 3 roupas (maravilhosas!) do Jum Nakao, do desfile que ele fez chamado "A costura do invisível" (SP Fashion Week 2004). Na parte da exposição em que encontram-se as roupas do Jum esta também uma tela que passa um pequeno trecho do desfile, que foi de arrepiar!




Para quem não conhece muito sobre o Jum Nakao vale a pena conhecer seu site: http://www.jumnakao.com.br/






São trabalhos espetaculares!




Voltando à exposição: Ela ficará no Pátio Savassi até 30/09. As roupas foram feitas com uma referência à dança, e buscam encantar, emocionar, experimentar, intervir no espaço, impactar, trazer uma sensação nova à aqueles que estão ali de passagem, surpreender, sonhar, ...agregar uma nova imagem, um novo sentimento para os que passam por elas...




"à moda de papel" é o nome da exposição, de curadoria de Zuza Nacif e direção de criação de Jum Nakao.




Vale a pena conferir!

Depois volto com posts das imagens da criação e da exposição!

Até mais!

Anna Magalhães

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Uma visão diferente sob o olhar

Um assunto interessante para ser discutido é a relação entre a moda e os meios midiáticos. Interessante porque envolve diversas formas de transformação da imagem, de manipulação do olhar e de definição de opinião. A moda é um meio que necessita e sobrevive o tempo todo através das buscas por referências, da transferência dos significados do mundo para a moda, das traduções intersemióticas, do transformar de uma mídia em outra. Estes meios midiáticos hoje são responsáveis pelo acúmulo de informações jogadas no mundo, uma floresta signica, cujas imagens e textos já passam desapercebidos pelos olhos daqueles que os enxergam, ou então ao menos são selecionados.
No documentário Janela da Alma, de Walter Carvalho e João Jardim, é possível refletir sobre uma percepção diferenciada do enxergar. Ver alguma coisa não é necessariamente uma função do órgão ocular, o olho seria então uma espécie de janela da alma, cuja qual transmite a imagem que recebe luz e é retransmitida para o cérebro. Porém, enxergar vai muito além disto, é uma visão selecionada das informações que são acessadas por nós vindas do mundo, de quaisquer maneiras, sejam elas através do olho ou não. Cada experiência do olhar é um limite, nós realmente não conhecemos as coisas como elas são, cada qual vê à sua maneira.
O que se pode perceber é uma pressão feita pelos veículos de comunicação que parecem estar direcionando todos os olhares para um sentido apenas, estabelecendo padrões a serem seguidos e opiniões enlatadas, prontas para serem ingeridas. Acontece que neste movimento alguns podem não concordar com as argüições, mas no geral a maioria segue como uma procissão estes mandamentos da mídia. A moda sobrevive muito dessas informações prontas enviadas para a cultura de massas, pode-se dizer que é uma espécie de cegueira, vivemos em um mudo cujo qual se perdeu a visão, perdeu-se o olhar interior, as imagens vêm prontas e não se sabe mais como enxergá-las, então são apenas absorvidas e/ou ignoradas.
O documentário é fantástico para fazer uma reflexão desse olhar que é sentido, observado, selecionado e aribuído às emoções ligadas às experiências de cada um, não importando o grau de visão ou cegueira, e sim o grau de percepção de coisas miúdas e importantes que passam diante do corpo, agregando sensações e formando opiniões, idéias a partir de um conceito próprio e não medido e censurado por outros olhares que se dizem vozes magnas da informação.
Vejam um trecho do documentário Janela da Alma: http://www.youtube.com/watch?v=n7qmqFboXCY&feature=channel_page
Deixem seus comentários! - Anna Luiza Magalhães